Artigo

Janete Borges

282 views

Janete Borges leva em seu currículo o status de premiada com o Dolmã SC, título conquistado ano passado. Paulistana radicada em Florianópolis, ela aprendeu a carregar consigo o que é primordial e belo.

O hábito começou na infância, quando recolhia as mais exuberantes conchas que encontrava pelas areias de Ubatuba-SP. Tardes de verão em família, de acampamento em barracas enormes, daquelas com quarto, sala e cozinha, onde mexilhões frescos eram cozidos na água salgada.

À frente do restaurante Vista Nipô, usa faca e fogo para expressar em forma de obras de arte sua personalidade inquieta e transformadora. Janete encontrou na hotelaria o rumo que tanto buscava para a carreira. No Costão do Santinho em 2005, chegou a comandar uma brigada de 130 pessoas ao lado do chef Anderson Quevedo. O desafio: consolidar o Restaurante Vitória, até então de culinária francesa, como referência de inovação em comida contemporânea brasileira.

A cada três meses, ela expressa nos cardápios da casa os saberes que acumulou a cada trabalho. Mesmo assim, mantém-se modesta, negando que sabe o que poucos conseguem fazer, como o Noritaco de Atum curado, com maionese de wasabi e kimchi.